Novos ES1 e ES2 regionais estreiam em abril para 63 municípios

OUTRAS MATÉRIAS

Projeto tem investimento aproximado de R$1,7 milhão em tecnologia. Os programas regionais terão a mesma estrutura dos jornais transmitidos para as 15 cidades cobertas pela TV Gazeta na Grande Vitória e parte da Região Serrana

A partir de abril, a TV Gazeta estreia um novo formato para os telejornais ES1 e ES2, transmitidos para cerca de 1,8 milhão de telespectadores nas regiões Norte, Noroeste e Sul do Espírito Santo. A nova proposta é oferecer um jornalismo cada vez mais ágil, com visão ampla e integrada do que acontece em todo o Estado. 

Clique aqui  e veja nosso mapa de cobertura 

A novidade promete reforçar a presença da Rede Gazeta nas cidades e o compromisso editorial de mostrar as notícias que mexem com a rotina de todos os capixabas.

“Nosso jornalismo regional é uma marca forte da Rede Gazeta e estamos estreitando ainda mais esse laço com os capixabas. Os novos telejornais que vamos colocar no ar no dia 19 de abril irão aproximar Norte, Noroeste e Sul, oferecendo conteúdos mais dinâmicos e uma visão abrangente do que acontece no Estado. Teremos produtos com maior diversificação de assuntos”, pontua o diretor de Negócios, Marcello Moraes.

Investimento, tecnologia e qualidade

A nova fase do telejornalismo regional contempla um investimento aproximado de R$ 1,7 milhão em tecnologia – incluindo um novo estúdio, com telão de LED duas vezes maior que o atual e cenário mais moderno e amplo.

Vínculo local com 63 cidades

Gabrielle Manganeli e Mayara Mello

A apresentação dos telejornais será de Gabrielle Manganeli e Mayara Mello juntamente com time de repórteres, que terão mais entradas ao vivo, em Linhares, Colatina, Cachoeiro de Itapemirim, São Mateus, Aracruz e em qualquer município de nosso Estado onde haja um fato marcante. Essa programação será exibida para 63 cidades. 

Os programas regionais terão a mesma estrutura do jornal transmitido para as 15 cidades cobertas pela TV Gazeta, na Grande Vitória e parte da Região Serrana. Nessa área, o ES1 segue sob apresentação de Philipe Lemos e Rafaela Marquezini e o ES2, de Daniela Abreu.

Do dia 29 de março ao dia 17 de abril, haverá um processo de transição com a exibição de um ES1 e ES2 únicos exibidos para todo o Estado. 

Compromisso editorial

O diretor de Jornalismo da Rede Gazeta, Abdo Chequer, ressaltou que o compromisso com a presença local é algo que não muda.

“Estamos trabalhando cada detalhe destes novos telejornais para que, aos poucos, consigamos aumentar nossa interatividade e a presença da população ao nosso lado. O ES1 e o ES2 são feitos junto com o telespectador, que é nossos olhos em cada canto do estado. Nosso papel é dar visibilidade às questões que afetam o dia a dia das pessoas. Os repórteres, cinegrafistas e produtores seguem atentos a esses anseios e seguirão, como sempre, atrás de respostas, sempre que for necessário”, pontua Abdo.

Dentro do novo conceito dos telejornais, caberá ao jornalista Abdo Filho a função de editor regional da TV, atuando dentro do telejornalismo e aproximando as rotinas editoriais da produção de “A Gazeta”, rádio CBN e G1. As jornalistas Raquel Rosa, Anelice Sena e Bárbara Loss passam a ser coordenadoras estaduais de jornalismo, em contato com todas as equipes e também com o público.

“Vamos fazer um jornalismo muito conectado aos interesses da comunidade. Nossa abrangência é grande, mas nossa proximidade com as pessoas, suas virtudes e problemas, não muda. Pelo contrário, vamos nos aproximar ainda mais. Por isso estamos investindo nas equipes de reportagem e em tecnologia. Nossos telejornais serão mais dinâmicos, com muitas entradas ao vivo e com a participação da audiência. No mundo da TV, da internet, do rádio, das redes sociais… a Rede Gazeta mantém seu compromisso com a audiência intacto, esteja onde a audiência estiver”, afirma Abdo Filho.

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp