Black Friday 2020: o que esperar?

OUTRAS MATÉRIAS

Se considerado o histórico de desempenho do varejo on-line durante a BF nos últimos anos, o faturamento saltou de 0,87 bilhão em 2014 para 3,2 bilhões em 2019, conforme estudo Ebit|Nielsen. A mesma fonte revela que os gastos do brasileiro na data são maiores que o gasto anual médio no e-commerce — R$ 1126 contra R$ 1002.

Levando em consideração o momento atual, 7 em cada 10 brasileiros deixaram de comprar algo durante os momentos da pandemia e consideram a Black Friday uma oportunidade para comprar mais barato, de acordo com pesquisa Behup/ Globo.*

O que o consumidor mais quer

As categorias mais desejadas no contexto da pandemia são roupas e acessórios (31%), smartphones (30%), eletrônicos (30%)  e calçados (26%). No entanto, as que mais tiveram crescimento nesse período foram móveis (21%) e computadores (20%), com 12% e 9% de alta, respectivamente. Na região Sudeste, os smartphones são a preferência, com 36%, seguidos pelas roupas e acessórios, com 35%, e computadores, com 32%. **

Veja mais informações no estudo da Globo “O que esperar da Black Friday 2020

Múltiplas oportunidades

A Rede Gazeta oferece oportunidades multimídia especiais para a Black Friday, nas rádios (Litoral, Mix e Gazeta), na TV (merchandising) e no ambiente digital (site A Gazeta, redes sociais e creators).

No site A Gazeta, por exemplo, haverá uma página especial com exposição de ofertas e uma área de destaque na capa do site sobre a BF.  Esse destaque na home incluirá reportagens e conteúdos exclusivos, mostrando as melhores oportunidades para aproveitar ao máximo a data.

Saiba mais com seu contato comercial

* Fonte: Behup – Pesquisa Black Friday 2020 para Análises & Insights | IM | Globo – Amostra: 1.726 pessoas.

** Internautas brasileiros 18+ com intenção de compra

Fonte: Behup – Pesquisa Black Friday 2020 para Análises & Insights | IM | Globo – Amostra: 719 pessoas

(Ano 2019 – Amostra: 906 pessoas)

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp